Laser ou radiofrequência – Qual a melhor solução para atrofia vaginal? - ABCGIN Laser ou radiofrequência – Qual a melhor solução para atrofia vaginal? - ABCGIN

Pesquisar

Validando credenciais, por favor aguarde ...
  • Cursos: 21 99973-1534

  • Suporte: 21 4146-4336 | WhatsApp

Home

Laser ou radiofrequência – Qual a melhor solução para atrofia vaginal?

Laser ou radiofrequência – Qual a melhor solução para atrofia vaginal?

Laser ou radiofrequência – Qual a melhor solução para atrofia vaginal?

Você sabia que existem outros tratamentos, além do hormonal, para tratar os problemas relacionados à mudança corporal íntima da mulher? O laser e a radiofrequência vêm sendo utilizados atualmente pelos melhores ginecologistas como terapia para sintomas como, por exemplo, a falta de lubrificação, dificuldade na produção de colágeno, incontinência urinária e a atrofia vaginal. Saiba mais!

Muitas mulheres, quando atingem idades mais avançadas, começam a apresentar sintomas que causam enorme desconforto não somente relacionados à estética, mas também à saúde íntima. Esses sintomas são causados pela menopausa, que ocorre quando a mulher cessa seu estoque de óvulos, tornando-se infértil e dando início à fase que chamamos de climatério. Nessa fase, acontecem diversas transformações, a redução na produção de hormônios gera algumas modificações na vagina. 

Para tratar essas modificações, a maioria dos ginecologistas receitava um tratamento de caráter hormonal para suas pacientes. Porém, duas novas tecnologias chegaram com tudo para revolucionar a vida da mulher: o laser e a radiofrequência. 

Como funciona a tecnologia do laser e da radiofrequência?

Essas duas novas tecnologias têm dividido opiniões entre os médicos, uns acreditam que o laser seja a melhor opção, outros crêem que a radiofrequência é mais eficaz. Mas um bom profissional entende que os dois métodos são excelentes, estão funcionando muito bem no tratamento dos sintomas citados e principalmente no tratamento da atrofia vaginal, cada um deles é mais indicado em cada caso, é importante procurar um profissional habilitado para realizar uma avaliação e verificar qual o mais indicado para a paciente.

As duas tecnologias já eram usadas anteriormente em tratamentos – principalmente estéticos – em outras partes do corpo, e agora tem sido aplicadas na área genital. O laser é utilizado em aplicações de ondas térmicas que, quando entram em contato com a água do tecido vaginal, disparam raios de luz com calor moderado, gerando uma contração tecidual, que estimula também a produção de colágeno. Assim também funciona a radiofrequência, as ondas de calor promovem uma movimentação do tecido vaginal que ajudam na produção de colágeno. Alguns profissionais acreditam que o laser íntimo geralmente tem melhor atuação no tratamento da incontinência urinária, já a radiofrequência funciona de modo mais eficiente no tratamento da atrofia vaginal. Porém, para sermos mais específicos, ambos são eficazes na atrofia genital, de acordo com a especialista no assunto, Dra Fernanda Giorelli. “O que diferencia os dois, na prática, são características inerentes a cada método. A Radiofrequência não tem downtime e é indolor. Mas é uma sessão mais longa (cerca de 30 min).  Já o laser é um procedimento mais curto, com necessidade de abstinência sexual por 5 a 7 dias. E ainda, podemos dizer que, em relação à lubrificação tem efeito mais rápido comparado à Radiofrequência, que tem melhor atuação em flacidez”, explica a Dra Fernanda Giorelli.

E quais são os benefícios que esses tratamentos trazem à vida da mulher?

Os dois procedimentos terapêuticos apresentam ótimos resultados, dando maior conforto à mulher, evitando problemas em sua saúde íntima, e consequentemente melhorando sua autoestima. Além disso, tanto o método da radiofrequência quanto o método do laser são extremamente simples e não invasivos, a recuperação ocorre de maneira rápida e não há necessidade de repouso estendido ou recomendações especiais. 

O curso

Partindo do princípio de que as duas tecnologias abordadas acima têm sido muito eficientes no tratamento de sintomas relacionados à sintomas como a atrofia vaginal e a incontinência urinária, a Academia Brasileira de Ginecologia Regenerativa (ABGREF) desenvolveu um curso completo com conteúdos teóricos e práticos para a realização dos procedimentos de laser e radiofrequência. O curso tem duração de dois dias, com carga horária de vinte horas e será ministrado pelo Dr. José Antônio Zelaquett e pela Dr.ª Fernanda Giorelli.  

Então, já que já sabemos que os dois novos métodos são excelentes e que cada um deles é mais indicado em uma situação, venha conhecer o curso para aprender essas novas tecnologias e se aprimorar no tratamento que oferece às suas pacientes. Não perca essa oportunidade!

Acesse o link para mais informações do curso:

https://abcgin.com.br/workshop/rio-de-janeiro-setembro-curso-laser-radio/

Posts Relacionados