Estimulação de colágeno para a área íntima - ABCGIN Estimulação de colágeno para a área íntima - ABCGIN

Pesquisar

Validando credenciais, por favor aguarde ...
  • Cursos: 21 99973-1534

  • Suporte: 21 4146-4336 | WhatsApp

Home

Estimulação de colágeno para a área íntima

Estimulação de colágeno para a área íntima

A procura por procedimentos íntimos minimamente invasivos tem aumentado muito nos últimos anos. Através da Ginecologia Regenerativa muitas mulheres conseguiram recuperar a funcionalidade das suas áreas íntimas. A flacidez, além de ser uma das principais queixas dessas mulheres, é um dos problemas que pode ser resolvido utilizando as novas tecnologias pouco invasivas. Confira como ocorre a estimulação de colágeno para a área íntima!

A flacidez e suas causas

O envelhecimento é a causa mais comum da flacidez íntima, com o passar dos anos e sem exercícios, a musculatura pélvica afrouxa. Outra causa comum é o parto normal, que também pode causar essa frouxidão. Além da flacidez interna, existe a flacidez dos grandes lábios, essa pode acometer mulheres em diversas idades, não sendo necessariamente causada pelo envelhecimento. Mulheres que perderam muito peso ou que sofreram alterações hormonais e até genética pode resultar na flacidez dos grandes lábios.


Estimulação de colágeno

Hoje existem algumas opções de tratamento que estimulam a produção de colágeno na área íntima, sendo muito eficazes e pouco invasivas. Conheça as mais comuns:  

Laser Vaginal: ao contrário do que muitos pensam, este procedimento trata além da estética, sendo utilizado dentro e fora da vagina. O laser vaginal, quando introduzido no canal vaginal da mulher, atua liberando feixes de laser, emitindo ondas eletromagnéticas, que estimulam a contração, a movimentação muscular, aumentando a produção de colágeno e ácido hialurônico. Leia sobre o que esperar de um procedimento com laser vaginal.

Radiofrequência: ela pode ser utilizada também dentro e fora da vagina, ela atua por meio da energia eletromagnética, que causa um dano térmico controlado.
Com o aumento da temperatura são desencadeadas diferentes reações: vascularização, aumento do metabolismo local e produção de colágeno.
A radiofrequência apresenta bons resultados no rejuvenescimento íntimo, diminuindo a flacidez vaginal, melhorando a aparência dos grandes e pequenos lábios.

Ultrassom microfocado (Hifu):  podendo ser utilizado dentro e fora da vagina, na flacidez da pele ele produz um aumento de temperatura interna, gerando energia e ativando a produção de proteína, melhorando tônus da pele. Nos tratamentos íntimos ele utiliza ondas ultrassônicas como fonte de energia, elevando a temperatura até 75 graus, estimulando a produção de colágeno sem danificar o tecido.

Bioestumuladores de colágeno: são utilizados somente fora da vagina porque ainda não há estudo científico que comprove sua eficácia na área interna íntima. Eles são ativos que são aplicados na região com objetivo de rejuvenescer, dar volume e melhorar flacidez. O mais utilizado é o ácido hialurônico, que faz um preenchimento na área durante 12 meses, necessitando uma nova aplicação após.

Seja associado e participe de um grupo exclusivo de médicos, aumente seu networking e tenha vantagens exclusivas.

Se você é paciente e deseja conhecer mais sobre os procedimentos da ginecologia regenerativa encontre um profissional aqui.