Esclarecimentos sobre a Declaração da Food and Drugs Administration (FDA) em relação ao Rejuvenescimento Vaginal. - ABCGIN Esclarecimentos sobre a Declaração da Food and Drugs Administration (FDA) em relação ao Rejuvenescimento Vaginal. - ABCGIN

Pesquisar

Validando credenciais, por favor aguarde ...
  • Cursos: 21 99973-1534

  • Suporte: 21 4146-4336 | WhatsApp

Home

Esclarecimentos sobre a Declaração da Food and Drugs Administration (FDA) em relação ao Rejuvenescimento Vaginal.

Esclarecimentos sobre a Declaração da Food and Drugs Administration (FDA) em relação ao Rejuvenescimento Vaginal.

Esclarecimentos sobre a Declaração da Food and Drugs Administration (FDA) em relação ao Rejuvenescimento Vaginal.

A Associação Brasileira de Cosmetoginecologia (ABCGIN) vem esclarecer a comunidade médica e a população sobre a declaração do Food and Drugs Administration (FDA) sobre Rejuvenescimento Vaginal.

Primeiramente, a ABCGIN entende que o tratamento de rejuvenescimento vaginal vem sendo mal interpretado. Em nossa opinião, deveria ser melhor compreendido por outra nomenclatura, melhor explicativa e menos apelativa, de forma a contemplar sua essência que é a regeneração tecidual da genitália feminina. Infelizmente, a má prática existe em qualquer profissão e pode estar sendo intensificada pelo marketing indiscriminado e leviano com o surgimento de efeitos indesejáveis.

Todos os procedimentos médicos estão sujeitos a possíveis efeitos adversos. As complicações do uso inapropriado da energia baseada em luz (laser) e da radiofrequência são bem conhecidos em medicina, já que vem sendo aplicados para inúmeros fins há diversos anos.  Queimaduras, cicatrizes e outros danos ao tecido tratado podem ocorrer. Dessa forma, para minimizar tais riscos é imperiosa a habilitação e capacitação do profissional médico envolvido nessa terapia.

Os estudos científicos recentes, publicados em revistas médicas de alto impacto, vem demonstrando eficácia e segurança dos tratamentos regenerativos na área da ginecologia, quando indicados e realizados por um profissional médico habilitado e experiente, com melhora expressiva dos sintomas de vaginite atrófica da menopausa fisiológica, cirúrgica ou medicamentosa. Além da satisfação e melhora na qualidade de vida das mulheres tratadas.

É importante frisar que, até o presente momento, não tivemos conhecimento da ocorrência de nenhum evento adverso grave, relacionado aos tratamentos realizados pelos médicos associados as nossas bases.

Dessa forma, a ABCGIN deseja passar uma mensagem de tranquilidade à população e também reafirmar seu papel na regulamentação e capacitação profissional afim de minimizar os possíveis riscos inerentes a qualquer tratamento, amplificando sua aplicabilidade com segurança. Os benefícios deste tratamento inovador e revolucionário devem ser ratificados cada vez mais com seriedade pela comunidade científica em prol da população.

*O FDA é o órgão regulador em saúde nos EUA e equivale a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) no Brasil. Os equipamentos utilizados no Brasil para as terapias de regeneração tecidual devem ter a aprovação da ANVISA para essa finalidade. Norma que cumprimos com rigor. 

DIRETORIA DA ABCGIN